Conteúdos sobre o futurismo e tecnologia
Celular teclado

3 teclados ESSENCIAIS pro seu smartphone

Você pode não notar, mas ter um teclado de ponta no seu smartphone pode ser uma mão na roda. Ou nas teclas.


Existem coisas que a gente utiliza e nem percebe, não é mesmo? Seja o serviço de cloud save, seja a câmera com ajuste automático de foco, ou até mesmo a conexão automática do Wi-Fi. Tantas coisas viraram “mundanas” pra gente que nem percebemos. E o teclado do nosso celular é uma delas.

A imensa maioria da população usa o teclado que já vem instalado no aparelho. E não há problema nenhum nisso. Mas… você sabia que existem opções excelentes (e gratuitas) no mercado?

Paul Rudd Mike GIF by Friends
Quantos erros de digitação poderíamos evitar, né?

A primeira, e mais conhecida, é a opção do Swiftkey (iOS/Android). Lançado lá em 2010, ele conseguiu muitos adeptos – inclusive a própria Microsoft, que comprou o app. O seu principal chamariz, e que se popularizou entre todas as outras opções, é a inteligência artificial que aprende a forma como você escreve, possibilitando até mesmo o upload da sua conta na nuvem. As previsões de palavras também são bastante certeiras, mesmo no nosso idioma.

Se você curte privacidade e não quer saber de ninguém fuçando o que você digita, Fleksy (Android/iOS) é a opção ideal. Ele armazena todos os dados localmente, dificultando o “hackeamento” das difitações. Além disso, ele também ofere muitas opções de customização e até mesmo extensões.

Por último, mas não menos importante, temos o GBoard. O teclado padrão do Android, que também pode ser baixado no iOS, conseguiu reunir tudo de bom que os outros inventaram e, claro, deixar tudo num pacote bonitinho da Google. Se você tem iOS e veio de um Android, por exemplo, vai poder continuar com todo o seu jeitinho de digitar, sem perder nada.

Curtiu as dicas? Comenta aí outras sugestões tão boas quanto. Vai que a gente baixa e curte?

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo anterior

Tudo o que sabemos sobre o (suposto) celular da Tesla

Próximo artigo

Conheça os fracassos da Google