O teclado QWERTY está fazendo os chineses esquecerem o mandarim

Tem coisas que a gente faz no automático todos os dias, sem nem se dar conta: escovar os dentes, amarrar os cadarços do tênis ou usar talheres, por exemplo. Digitar no celular também, claro – e esse hábito está fazendo a nova geração de chineses esquecer como se escreve em mandarim.

Parece roteiro de filme distópico, mas é real: a chamada “amnésia de caracteres” ou, em mandarim, 提笔忘字 (pegar a caneta e esquecer o caractere), é o processo de esquecimento de como escrever os ideogramas, caracteres dos idiomas orientais.

Esse processo é o efeito colateral de uma técnica fundamental para a inserção chinesa no mundo da tecnologia. Estamos falando do Pinyin, sistema que adapta para o alfabeto romano a pronúncia do mandarim. A frase exibida no parágrafo anterior, por exemplo, passa a ser “Tí bǐ wàng zì”.

É o Pinyin que torna viável a utilização do teclado QWERTY para o mandarim. Funciona assim: o usuário digita o termo no alfabeto romano e o software lista alguns caracteres equivalentes. O usuário então escolhe qual ideograma deseja e o sistema insere no texto. Simples, né?

O software dos teclados chineses.

O problema é o impacto causado na nova geração, que já cresce imersa nas tecnologias digitais – e na digitação no teclado QWERTY. Uma pesquisa online aponta que 80% das pessoas que responderam já esqueceram como escrever algum caractere conhecido por elas. 43% só utilizam a grafia em ideograma para assinaturas de documentos e formulários.

Em um idioma onde cada traço faz a diferença para a compreensão, a amnésia de caracteres talvez seja o início do apagamento de uma tradição cultural milenar. Por conta disso, o sistema educacional chinês tem focado nas técnicas de escrita à mão para ajudar seus alunos. Ótima solução, já que lembrar a escrita de cada caractere em um idioma com mais de 50 mil ideogramas não é tarefa das mais fáceis.

LEIA MAIS:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas
WordPress Ads