Neil Young vs. Joe rogan: até onde vai a liberdade de expressão?

Eu sempre escolhi a ciência. E você?


Neil Young, um dos maiores cantores de folk-rock do mundo, tirou toda a sua discografia do Spotify. O motivo? A empresa não quer tomar medidas contra o negacionismo de Joe Rogan, comentarista de UFC e dono de um dos maiores podcasts do mundo

Funny Face Reaction GIF
Dá um tempo, meu chapa.

Durante entrevista com o infectologista Robert Malone, Joe chegou a comparar a situação dos EUA com a alemanha nazista e que muita gente tem sido hipnotizada pelas vacinas. Deste modo, médicos dos Estados Unidos divulgaram notas de repúdio ao podcaster.

Uma curiosidade aleatória no meio do texto: você sabia que há um nome para quando um dos lados do debate joga o nazismo como argumentação? É a “Lei de Godwin”. E se um lado utiliza… Ele já perdeu.

Neil Young, que sofreu de poliomielite durante a infância, entende a importância da vacinação. Segundo o cantor, o Spotify teria que escolher entre ele e Rogan. Pra você ter uma ideia, o posicionamento do rockeiro fez com que a plataforma de streaming perdesse US$ 2.1 bilhões de valor de mercado entre os dias 26 e 28, período no qual o debate acerca do problema estava acalorado. As informações são da revista Variety.

É preciso acreditar na liberdade de expressão. Mas a gente não pode confundir liberdade com desinformação, principalmente quando o assunto é saúde. As vacinas salvam e são seguras. Confiem na ciência.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens relacionadas
WordPress Ads