Conheça os personagens históricos de Red Dead Redemption

Red Dead Redemption é uma obra-prima da Rockstar Games, imersa no final do Velho Oeste Americano. A renomada franquia redefine o gênero de ação-aventura, sem deixar de entrelaçar habilmente história e ficção. Lançado originalmente em 2010, Red Dead Redemption é uma viagem no tempo que captura a essência de uma era em transformação, pontuada pela presença de personagens que, embora fictícios, evocam o espírito de figuras históricas reais e eventos da época.

A construção histórica em Red Dead Redemption

Os jogos da série Red Dead Redemption se passam durante o declínio do Velho Oeste, em 1911, uma época de grande mudança e modernização nos Estados Unidos. O jogo segue a história de John Marston, um ex-fora da lei forçado a caçar seus antigos companheiros de gangue. Através de sua jornada, Marston encontra uma série de personagens que refletem as tensões e transformações da época.

Embora Red Dead Redemption não apresente diretamente personagens históricos reais, muitos dos seus personagens são inspirados ou evocam figuras da história americana. Essa figuras refletem suas ideologias, conflitos e dilemas da transição para a modernidade.

Os personagens históricos de Red Dead Redemption
  • Nigel West Dickens – Este personagem pode ser visto como uma representação dos charlatães da época, vendendo “curas milagrosas” que refletem a falta de regulamentação e o oportunismo no mercado emergente da medicina. Compara-se Dickens a figuras como Clark Stanley, o “Rei da Liniment Snake Oil”, que vendia produtos medicinais de eficácia duvidosa.
  • Edgar Ross – Representando a autoridade governamental e a expansão da lei federal, Ross é um símbolo da repressão aos fora da lei e da imposição da ordem no caótico Oeste. Assim, este personagem ressoa com figuras históricas como os agentes da Pinkerton National Detective Agency. Estes são conhecidos por seu papel na caça a bandidos e na proteção dos interesses empresariais durante a expansão para o oeste.
  • Dutch van der Linde – Líder da gangue de Marston, Dutch é um complexo antagonista que mistura ideais de liberdade e igualdade com métodos violentos. Ele reflete líderes carismáticos e utópicos, assim como figuras controversas como Jesse James ou Butch Cassidy, que foram romantizados como heróis populares apesar de suas atividades criminosas.
Edgar Ross, grande vilão da trama, está relacionado à Pinkerton National Detective Agency. Imagem: Reprodução/Internet.
Outras referências históricas

Além desses personagens citados, outros grupos de personagens e elementos fazem alusão a períodos e movimentos importantes da história norte americana:

Figuras do movimento trabalhista e socialistas – Embora não mencionados pelo nome, o enredo envolve trabalhadores lutando por direitos e as breves menções a ideias socialistas. Isso reflete as tensões trabalhistas e o crescimento dos movimentos operários e socialistas nos Estados Unidos no início do século XX.

Exploradores e cientistas – Personagens como o Professor Harold MacDougal, que estuda as tribos nativas americanas com uma mistura de fascínio e desprezo, evocam a figura de antropólogos da época. Essas figuras tentavam “civilizar” o Oeste com suas pesquisas, muitas vezes carregadas de preconceitos.

Foras da lei e pistoleiros: A essência do jogo capta o espírito de notórios foras da lei e pistoleiros, como Billy the Kid e Jesse James. Essas figuras históricas são conhecidas por suas façanhas e confrontos com a lei. Elas inspiram, portanto, a criação de personagens complexos que habitam o universo de Red Dead Redemption, como John Marston e sua gangue.

LEIA MAIS:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas
WordPress Ads