Após demissões, CEO da Salesforce faz viagem ‘detox’

benioff

No mês de janeiro, a empresa de tecnologia Salesforce, conhecida por oferecer serviço de CRM, anunciou que iria demitir 10% de sua força de trabalho. Agora, algumas semanas depois, cerca de 7.000 pessoas foram afetadas pelas demissões.

Salesforce: demissões foram como surpresa para funcionários

No início do mês, foi relatado que vários funcionários descobriram com surpresa que haviam sido demitidos pela empresa. A divulgação foi de que cerca de 4.000 usuários foram desconectados do canal Slack da Salesforce em apenas dois dias. Segundo relatórios, no início de 2022, a Salesforce tinha 73.541 pessoas em sua folha de pagamento.

O CEO da Salesforce, Marc Benioff, foi quem anunciou as demissões. Em entrevista ao The New York Times, Benioff também revelou sua maneira no mínimo inusitada de lidar com a responsabilidade de demitir os funcionários: uma viagem detox digital de 10 dias para a Polinésia Francesa.

“Estamos tão viciados em nossos dispositivos (pelo menos eu) que é muito libertador deixá-los todos para trás por um tempo!” contou o CEO ao The New York Times.

O relatório também aponta que, após as demissões, houve uma reunião virtual da empresa na qual falou por cerca de duas horas. Chamada de uma “ideia ruim”, Marc Benioff disse que “Estávamos tentando explicar o inexplicável.”

Marc Benioff: carta enviada teve teor estranho

Ao anunciar as demissões, Marc Benioff também enviou uma carta aos funcionários: “O ambiente continua desafiador e nossos clientes estão adotando uma abordagem mais ponderada em suas decisões de compra.”, iniciou.

“Para aqueles que deixarão a Salesforce, nossa prioridade é apoiá-los totalmente, incluindo oferecendo um pacote generoso. Nos Estados Unidos, os funcionários afetados receberão um mínimo de quase cinco meses de salário, seguro saúde, recursos de carreira e outros benefícios para ajudar em sua transição. Aqueles fora dos Estados Unidos receberão um nível de suporte semelhante, e nossos processos locais estarão alinhados com as leis trabalhistas de cada país.”, adicionou.

Além da Salesforce, muitas empresas de tecnologia anunciaram reduções em suas forças de trabalho para cortar custos e sobreviver às turbulentas condições econômicas.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas
WordPress Ads